• Instagram
  • Facebook ícone social

A Ibi Literrário é uma plataforma de literatura que tem o objetivo de fomentar obras literárias produzidas por escritores e editoras independentes. Assim, a IBI é ao mesmo tempo uma vitrine, um espaço de formação e fomento itinerante voltado exclusivamente para promover esta literatura livre. Com slogan: terra de quem cultiva a literatura, a IBI é uma floresta voltada para o universo literário e seus desdobramentos, se propondo a construir pontes entre o leitor, o escritor, editoras e outros 
                                         M
                                              U
                                                  N
                                                      D
                                                          O
                                                               S.

A ideia surgiu a partir da constatação de que são poucos os canais de distribuição de obras literárias publicadas de forma totalmente independente. Grande parte destes escritores financiam seus próprios livros, às vezes até sem apoio editorial, mas encontram grandes dificuldades de os fazerem chegar ao público leitor. Inicialmente a plataforma nasceu comprometida com a circulação destas produções e desenvolvendo oportunidades de internacionalização da literatura.

A IBI nasce durante a pandemia, no dia 13 de fevereiro de 2020. A primeira empreitada foi  realizada por meio de chamada pública via edital para formação do catálogo inicial, em menos de 1 mês recebemos 180 inscrições. O edital se deu de forma gratuita a fim de democratizar o máximo o acesso e garantir a variedade de gêneros literários. Recebemos escritoras e escritores de todas as regiões do Brasil. A seleção foi realizada por meio de curadoria e depois realizamos a formalização da parceria com os 80 escritores independentes selecionados.

Durante o ano de 2020, participamos de ações levando os escritores parceiros a diversos espaços democráticos como Feiras do Livro do Porto-Portugal, eventos literários online como a Jornada Freireana, e festivais culturais como a Festa pirata das editoras independentes- Flipei. Mantemos ainda uma plataforma de vendas online como contributo ao cumprimento do seu objetivo principal- fazer circular a literatura independente. 

Ainda no final de 2020, recebemos um chamado para desenvolver a editoração de 10 obras literárias independentes da zona rural da cidade de Mutum-MG, projetos financiados com recursos da Lei de emergência cultural Aldir Blanc-LAB, e neste momento compreendemos que era preciso abrir mais o nosso espaço de atuação para oferecer serviços editoriais que de forma sensível tivesse responsabilidade com o fomento da literatura.

É aqui compreendemos que essa literatura que tanto defendemos e amamos, ela tem que ir onde está o povo que lê o mundo, que faz o mundo, que ornamenta, que planta, que colhe, que desenha, que gera, que cozinha, que lava, que chora e sorri. Essa literatura é emancipadora por definição e por prática. É lá no eu coletivo que reside a soletração do mundo em que vivemos. Esse mundo que é ao mesmo tempo imaginário e real. Sentido, vivido, escrito e lido por pessoas reais. TODAS COLETIVAS.

A ideia surgiu a partir da constatação de que são poucos os canais de distribuição de obras literárias publicadas de forma totalmente independente. Grande parte destes escritores financiam seus próprios livros, às vezes até sem apoio editorial, mas encontram grandes dificuldades de os fazerem chegar ao público leitor. Inicialmente a plataforma nasceu comprometida com a circulação destas produções e desenvolvendo oportunidades de internacionalização da literatura.

A IBI TEM COMO FUNDAMENTO

A PERCEPÇÃO DE QUE

A LITERATURA É COLETIVA

É CRIADA TODOS OS SEGUNDOS

EM TODOS OS CANTOS

DO MUNDO

PELA CONEXÃO ENTRE

OS SERES

PARA ELES E POR ELES.

É IMPOSSÍVEL FAZER

LITERATURA SOZINHO.

É IMPOSSÍVEL 

FAZER LITERATURA

A SÓ.

É URGENTE NOS

UNIRMOS EM LETRA

E SENTIMENTO.

feira do livro do porto 2020

portugal

Literatura é ponte. De quebrada ao Sertão, de Sertão ao Porto, e de Porto de volta para quebrada. Literatura é punho cerrado. É a narrativa na luta antiracista. É a narrativa na luta antimachista. É a narrativa na luta antifascista. E acima de tudo, nossa luta em FAVOR de todas as pluralidades.

Com o mote "Alegria Para Adiar o Fim do Mundo" a Feira do Porto aconteceu no Jardim do Palácio de Cristal entre os dias 28 de agosto a 13 de setembro. Levamos mais de 50 escritores brasileiros para participar do evento que contou com a participação de Matilde Campinho e mais de 115 editoras.

editoras convidadas pela ibi

Presidente de Portugal e Alexandre
Stand da IBI na Feira do Livro do Porto 2020
Stand IBI
Alexandre Ribeiro
Stand
Feira do Livro do Porto 2020
Cartaz povos indígenas exterminados
Sem livros não há vacina
Livros
Livros
Livros
IBI
Feira Porto 2020
Feira Porto 2020
No Sertão Azul
Feira Porto 2020
Feira Porto 2020
Feira Porto 2020
Feira Porto 2020
Feira Porto 2020
Feira Porto 2020
Feira Porto 2020
Feira Porto 2020
Feira Porto 2020
FEIRA LIVRO DO PORTO
ANTIFA
ESPAÇO T
Feira Porto 2020
Feira Porto 2020
PRESIDENTE PORTUGAL   IBI
Feira Porto 2020

jornadas freireanas 2020

Reconhecendo que a Literatura independente tem a capacidade de ultrapassar fronteiras e ser uma estratégica ferramenta na luta revolucionária, a IBI LITERRÁRIO tem buscado fomentar a escrita e a publicação de obras de autorxs independentes em áreas rurais e campesinas do Brasil. Com isso propomos a partir da Oficina: “Eu me (d)escrevo – Literatura sem fronteiras” partilhar com militantes e educadores populares estratégias, caminhos e pedagogias experimentadas no Projeto Eu me (d)escrevo realizado no Acampamento Egídio Brunetto- MST- Lagoinha\SP e no município de Mutum/MG.

organizações parceiras